Lista: 15 filmes disponibilizados por plataformas e cineastas gratuitamente e em HD, durante a quarentena


Muitos serviços de streaming e cineastas estão disponibilizando produções de cinema para quem está em quarentena ou em isolamento forçado, por conta da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19). Desde a última semana, vários conteúdos já estão disponíveis, em geral com prazo de até 30 dias. 

Selecionamos algumas opções de “filmes-farol”, nacionais em sua maioria, disponíveis online e em HD em várias plataformas, para suscitar reflexões durante o período. 

Também trazemos aqui algumas sugestões para assistir com as crianças, uma ótima oportunidade para falar de temas importantes! 

Aproveite!

DEUS

Direção: Vinícius Silva

2017 | Brasil | 25 minutos | Livre

Acompanhando a rotina de Roseli, o filme visa expor o dia a dia de mulheres negras da periferia da cidade de São Paulo que batalham para garantir seu sustento e, especialmente o de seus filhos. Roseli, a protagonista, trabalha em uma empresa de mangueiras e mora com o filho Breno na Cohab, no bairro de Arthur Alvim, zona leste da cidade de São Paulo. Deus é uma mulher negra no documentário de Vinícius Silva.

Assista aqui: https://vimeo.com/214680258

TRANSFORMA

Direção: Agatha Sampaio e Beatriz Estrela

2018 | Brasil | 63 minutos | 12 anos

Sem acesso à educação e ao se deparar com as barreiras erguidas e solidificadas pelo conservadorismo em constante ascensão, a população trans enfrenta obstáculos muitas vezes intransponíveis para ocupar lugares do cotidiano e acessar o mercado formal de trabalho. O documentário busca a voz de quem sofre com opressões corriqueiras, já institucionalizadas na sociedade e reproduzidas dentro dos espaços onde, presumidamente, deveria ser fomentada a inclusão: as escolas. Questões triviais como o uso do banheiro, do uniforme escolar e do próprio nome parecem invisíveis para pessoas que não se deparam com certas dificuldades no dia-a-dia, porém são fundamentais para a construção desses indivíduos e seu estar no mundo.

Assista aqui: https://youtu.be/PeFqI13rJEw

CRISÁLIDA

Direção: Alessandra da Rosa Pinho

2014 | Brasil | 17 minutos | Livre

O curta-metragem, que já deu origem a uma série homônima na TV Cultura, mostra o momento importante na vida de um adolescente surdo que sempre conviveu entre ouvintes e descobre a  Língua Brasileira de Sinais (Libras). Ele reconstrói a sua relação com o mundo quando começa a aprender Libras e acessar sua verdadeira cultura, com ajuda de sua mãe. 

A produção é bilíngue em LIBRAS e Português, e possui legenda para pessoas surdas, janela de libras e uma versão com audiodescrição.

Assista aqui: https://vimeo.com/219785051

Para acessar o curta com audiodescrição, acesse o link: https://vimeo.com/323292202 

_______________________________________________________________________________________________________

>>> SPCINE PLAY 

O catálogo da SPCINE PLAY está recheado de “produções farol”, desde filmes recentes, que integraram a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, até produções da Mostra de Audiovisual Negro e do festival de cinema de direitos humanos Entretodos. No catálogo constam também produções de diretoras renomadas como Lúcia Murta e Tatá Amaral, clássicos do cinema nacional e produções já consagradas, como Carandiru, Pixote – A Lei dos mais Fraco, A Hora da Estrela, etc. Abaixo selecionamos algumas produções que suscitam debates importantes e estão disponíveis em HD, na plataforma.

MULHERES NEGRAS: PROJETO DE MUNDO

Filme Mulheres Negras Projetos de Mundo - Blog da Negra Rosa

Direção: Day Rodrigues e Lucas Ogasawara

2016 | Brasil | 25 minutos |

O documentário apresenta nove mulheres negras,  muitas vozes do presente, sem perder as referências do passado. Através de vivências e reflexões, o documentário levanta questões e instiga em poéticas as minúcias do que é ser mulher negra no Brasil.

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/mulheres-negras-projeto-de-mundo

ANA

Direção: Vitória Felipe

2017 | Brasil | 16 min | Livre

O curta-metragem é sobre Ana, uma menina que não se reconhece negra. Jeannette é uma professora refugiada com dificuldades de adaptação no Brasil. Vítimas de racismo, elas descobrem juntas um modo de transformar a si mesmas.

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/ana

ENTRE OS OMBROS

Direção: Carolina Castilho

2016 | Brasil | 19 minutos |

Dani, adolescente intersexual, não quer realizar o tratamento de redesignação sexual imposto pela sua mãe. O relacionamento entre ambas e a cidade em que vivem revela questões sobre a forte cultura de gênero em que as pessoas são inseridas antes mesmo de fazerem suas próprias escolhas, e que determina indivíduos exclusivamente a partir do seu órgão genital, deixando de considerar dois órgãos extremamente importantes: o cérebro e o coração.

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/entre-os-ombros

O ABORTO DOS OUTROS

Direção: Carla Gallo 

2008 | Brasil | 72 minutos 

A narrativa percorre situações de abortos realizados em hospitais públicos, previstos em lei ou autorizados judicialmente, e situações de abortos clandestinos. O filme mostra os efeitos perversos da criminalização para as mulheres e aponta a necessidade de revisão da lei brasileira.

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/o-aborto-dos-outros

O CASO DO HOMEM ERRADO

O Caso do Homem Errado' é um filme necessário por sua terrível ...

Direção: Camila de Moraes

2017 | Brasil | 77 minutos |

O documentário conta a história do jovem operário negro Júlio César de Melo Pinto, que foi executado pela Brigada Militar, nos anos 1980, em Porto Alegre. O crime ganhou notoriedade após a imprensa divulgar fotos de Júlio sendo colocado com vida na viatura e chegar, 37 minutos depois, morto a tiros no hospital. Além do caso que dá título ao filme, a produção discute ainda as mortes de pessoas negras provocadas pela polícia, consideradas pela Anistia Internacional genocídio da juventude negra, devido ao grande número de jovens negros assassinados pelas forças de segurança no País.

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/o-caso-do-homem-errado

REPÚBLICA GUARANI

Direção: Sylvio Back

1982 | Brasil | 97 minutos

Entre 1610 e 1767, ano da expulsão dos jesuítas das Américas, numa vasta área dominada por índios Guarani, drenada pelos rios Uruguai, Paraná e Paraguai, vingou um discutido projeto religioso, social, econômico, político e arquitetônico, sem equivalência na história das relações conquistador-índio. Ante as similitudes com o passado, este filme é a retomada do debate.

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/republica-guarani

VLADO – 30 ANOS DEPOIS

Direção: João Batista de Andrade

2005 | Brasil | 85 minutos |

Filme extremamente pessoal de João Batista de Andrade em que conta a trajetória do jornalista Vladimir Herzog, de quem o diretor foi amigo e colega de trabalho e que foi assassinado nos porões da ditadura militar.

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/vlado-30-anos-depois

RESTOS

Direção: João Batista de Andrade

1975 | Brasil | 10 minutos |

Proibido pela censura, “Restos” é um documentário de João Batista feito para o Movimento Cinema de Rua. Surgiu de um depoimento de um técnico americano que, examinando o lixão paulista para eventual exploração industrial, declarou: “o lixo de São Paulo é o mais rico do mundo”. “Restos” mostra a miséria dos que vivem desse lixo, e a repressão policial sobre os catadores.

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/restos

CARANDIRU

Direção: Hector Babenco

2003 | Brasil | 145 minutos | 16 anos

Um filme já clássico e bastante conhecido que acompanha os passos de um médico se oferece para realizar um trabalho de prevenção à AIDS no maior presídio da América Latina, o Carandiru. A produção, que foi selecionada para o Festival de Cannes em 2003, é uma ficção baseada no livro de Drauzio Varela e traz histórias de crime, vingança, amor e amizade.

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/carandiru

CONVERSAS NO MARANHÃO

Direção: Andrea Tonacci

1983 | Brasil | 116 minutos |

Durante a demarcação oficial de suas terras pela Fundação Nacional do Índio, os Canela Apaniekra ou Timbira orientais, decidem interromper o trabalho dos topógrafos e enviar suas reivindicações para Brasília na forma de carta, gravação e filme. Assim eles expressam sua insatisfação para com os limites territoriais impostos pela Funai. O filme foi realizado com a participação e a orientação dos mais velhos do Conselho da aldeia e pretende ser um documento oficial da nação Canela ao estado Brasileiro. A história do grupo, os massacres, a dispersão, o reencontro, os posseiros e os limites imemoriais do território são revelados através de imagens do cotidiano na aldeia.

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/conversas-no-maranhao

BRAVA GENTE BRASILEIRA

Direção: Lúcia Murat

2000 | Brasil | 103 minutos | 16 anos

Um grupo de soldados acompanha o cartógrafo Diogo, um recém-chegado, que foi enviado pela Coroa Portuguesa para fazer um levantamento topográfico da região e encontra no caminho um grupo de indígenas. 

O roteiro é todo fundamentado em pesquisas históricas e baseado em uma história verídica que aconteceu no Forte Coimbra, no Pantanal do atual Mato Grosso do Sul, no final do século 18. O filme é baseado em em um relato militar, fornecido por um amigo da diretora, que descrevia como em 1778 os indígenas derrubaram a falsa imagem de que eram submissos aos invasores.

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/brava-gente-brasileira

A NAÇÃO QUE NÃO ESPEROU POR DEUS

Direção: Lúcia Murat

2015 | Brasil | 89 minutos | Livre

Anos depois de Brava Gente Brasileira e de entrar em contato com os índios Kadiwéu, no Mato Grosso do Sul. a diretora lança a questão: o que aconteceu com os kadiwéus? O que mudou com a chegada da luz? O longa mostra algumas mudanças ocorridas na comunidade, como a  chegada da energia elétrica, o que levou também a televisão e outras novidades, como a instalação de igrejas evangélicas. 

Assista aqui: https://www.looke.com.br/filmes/a-nacao-que-nao-esperou-por-deus

_______________________________________________________________________________________________________

>>> É TUDO VERDADE

Este ano o É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários realiza sua 25ª edição em duas etapas: uma, digital, que tem início nesta quinta (26), e outra, presencial, em datas ainda a serem especificadas de setembro próximo. Os filmes estão disponíveis no site do Itaú Cultural até 05/04. Clique aqui para acessar a programação.

_______________________________________________________________________________________________________

>>> MEDEIA FILMES

A empresa portuguesa responsável por salas de cinema independente está realizando a campanha “quarentena cinéfila” e distribuindo conteúdo digital e gratuito diretamente em seu portal. Todas as terças, quintas e sábados, a plataforma libera um novo filme, que fica disponível por um período determinado, em geral dois a três dias. Para acompanhar os filmes que entram “em cartaz”, acesse http://medeiafilmes.com/filmes/emexibicao/

Atualmente, estão em cartaz “Poesia”, de Lee Chang-Dong (http://medeiafilmes.com/filmes/ver/filme/poesia/modo/emexibicao) e “Embriagado de Mulheres e de Pintura”, de Im Kwon-taek (http://medeiafilmes.com/filmes/ver/filme/embriagado-de-mulheres-e-de-pintura/)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.